decoração escandinava
May 19, 2021

Decoração Escandinava: o que é, quando surgiu e como utilizar na arquitetura e interiores

Uma decoração contemporânea e ao mesmo tempo rústica, minimalista e aconchegante. Essa é a essência da decoração escandinava, que trabalha com uma dualidade desafiadora, mas que resulta em uma harmonia aprazível aos ambientes, tornando-se tendência entre arquitetos e designers de interiores ao redor do mundo inteiro.

Por isso, neste artigo iremos explicar mais à fundo sobre o estilo escandinavo na decoração. Para quem tem dúvidas sobre a sua utilização ou deseja conhecer a história e características desta décor, continue lendo o texto. Ao final dele você terá aprendido sobre:

Aproveite a leitura!

A cultura escandinava

O termo “Escandinávia” originou-se na época do antigo Império Romano. Era crido, entre os habitantes de Roma, que as terras situadas ao norte da Germânia formavam uma ilha chamada Scania: daí o surgimento da palavra.

Formada pelos países nórdicos Dinamarca, Noruega e Suécia, a Escandinávia localiza-se na região ao norte da Europa. Pelo ponto de vista geográfico, Noruega e Suécia são os países escandinavos, mas, por uma questão de valores culturais, a Dinamarca também faz parte desse grupo.

decoração escandinava - mapa escandinávia
Mapa da Escandinávia: Dinamarca, Noruega e Suécia. Fonte: Enciclopédia Britannica, Inc.

E o que esses três países têm em comum? Você já reparou que as nações escandinavas ocupam o topo de qualquer ranking de países que se destacam pela qualidade de vida? Em 2019, na pesquisa World Happiness Report 2019 - que monitora o estado da felicidade no mundo através de especialistas com apoio dos dados da Organização das Nações Unidas (ONU) - a qual analisou 156 países, a Escandinávia esteve entre os top 10, sendo a Dinamarca a segunda colocada.

Mas por que esses países estão entre os mais felizes do mundo? A resposta para isso pode estar em seu estilo de vida.

Por se tratar de uma região onde o inverno é rigoroso e os dias não costumam ter mais de 7 horas de sol, criou-se uma cultura típica local que valoriza o “passar mais tempo dentro de casa”. Por consequência, tornou-se comum investir na decoração e no bem-estar da família. Dando preferência em transformar o lar em um verdadeiro ninho, com muito aconchego e conforto para morar e receber os amigos.

Esse comportamento se tornou tão arraigado à essência das pessoas, que ao longo dos anos se transformou em uma referência mundial de decoração e estilo de vida. 

Além disso, os moradores dessa região são conhecidos por levar uma vida descomplicada e adotar a máxima de que é preciso ter simplicidade acima de tudo. Tudo isso reflete em um modo de viver em que a predominância não é dos problemas, mas sim dos bons momentos.

Como surgiu o estilo escandinavo?

Ainda que a procura pela decoração escandinava seja recente, sua origem é bem antiga. A principal influência do estilo provém do artista sueco Carl Larsson, nascido em Estocolmo no ano de 1853.

Carl foi um artista que transformou sua casa em um espaço criativo, retratando o cotidiano da sua família em pinturas, enquanto sua esposa - a artista Karin Bergoo, a qual conheceu em 1882 -  desenvolvia trabalhos com design e decoração de interiores.

“A vivência dos dois e a maneira como misturavam elementos, criavam projetos e decoravam a casa, de um jeito muito contemporâneo e à frente do seu tempo, deram origem ao verdadeiro estilo escandinavo. Hoje, a casa se transformou em museu e espaço cultural, onde é possível viver e sentir a experiência da família artística.”

Apesar de poder considerar sua origem mais antiga, a decor escandinava só ganhou forças a partir do século XX, mais precisamente após a década de 1950.

Além de Carl Larsson, arquitetos e designers de diferentes linhas fazem parte da história do design escandinavo. Entre eles estão: Arne Jacobsen, Verner Panton, Eero Saarinen, Nanna Ditzel e Louise Campbell. Outro grande nome foi o dinamarquês Hans Wegner, que ficou conhecido mundialmente por agregar funcionalidade orgânica ao modernismo na Dinamarca.

O que é uma decoração escandinava?

Como o próprio nome já sugere, e como já falado anteriormente, a decoração escandinava possui raízes nórdicas. Com inspiração de suas próprias paisagens e do artesanato local, ela também utiliza referências nos tons do clima da região, que é sempre muito frio e escuro, com noites longas e invernos intermináveis.

decoração escandinava - paisagem nórdica

Em contrapartida ao inverno muito rigoroso e com pouca luminosidade, a decor escandinava conta com um estilo simplório semelhante a algumas características da decoração minimalista com predominância de cores neutras - tons claros e branco são valorizados - e ambientes amplos que auxiliam na iluminação natural dos ambientes através de grandes janelas e aberturas para o sol. De modo que a natureza integra-se ao lar e o verde passa a trazer contraste e calor para dentro do lar.

Sabe aquele ambiente que só de olhar parece ser muito aconchegante e agradável? Foi com esse espírito que a decoração escandinava caiu nas graças de todo o mundo. Nela, os detalhes são estratégicos e compõem um cenário inspirador. É a combinação entre elementos da decoração clássica e tradicional com alguns pontos contemporâneos e outros rústicos, que podem estar presentes em sofás, mesas, camas, poltronas e armários. Este estilo é marcado pelo uso de linhas retas, formas simples e funcionalidade. Além disso, os adornos são sóbrios e naturais. 

“Normalmente, a sensação que o estilo escandinavo causa é de aconchego, tranquilidade e simplicidade.”

Talvez pela necessidade de fugir do agito das grandes cidades e ter uma vida mais saudável é que a decoração escandinava tenha ganhado mais força e hoje seja uma grande tendência.

Principais características da decoração no estilo escandinavo 

1. Cores claras e neutras

As cores claras e neutras dominam o cenário. O uso de uma paleta monocromática - branco, tons de cinza e preto - é a assinatura da decoração escandinava. Por ser um estilo originário de países que possuem o dia curto, as cores são um ponto chave para deixar os ambientes claros independentemente da iluminação lá fora.

Por este motivo o branco é tão utilizado, pois ele é o que irá refletir mais luz para dentro do ambiente. Cores claras nos móveis e paredes servem como um difusor de luz. E para quebrar a predominância do branco, os elementos decorativos podem ganhar cores, como o cinza, o bege e o nude. O preto pode ser utilizado para criação de contraste.

decoração escandinava

2. Iluminação

Assim como a escolha das cores auxilia na iluminação do espaço, outras técnicas também são utilizadas dentro deste estilo. Afinal, para uma região que recebe em média apenas 7 horas de luz solar por dia durante o inverno, ter uma iluminação se torna fundamental. 

Os imóveis devem ter janelas grandes, que permitam um melhor aproveitamento da luz natural. Existe também um cuidado especial com a projeção das sombras. Cantos escuros devem ser evitados e a iluminação é valorizada de forma que se crie uma atmosfera aconchegante. 

decoração escandinava

3. Elementos naturais

Outra característica marcante é a referência ao natural. Diferentemente da decoração industrial, trata-se de um estilo que foca na simplicidade e prioriza a matéria-prima local. 

Os materiais mais utilizados são aqueles que remetem à natureza e agregam conforto e calor. É quase uma heresia utilizar carpetes no estilo escandinavo, por exemplo. Para pisos e móveis, dê preferência à madeira clara como o Pinho ou Carvalho. Estofados, almofadas e mantas aparecem em linho, algodão ou lã, sempre em tons neutros com eventuais pontos estratégicos de cor. Tapetes de pêlo e outros materiais orgânicos, como o couro e o metal, também ajudam a evidenciar o espaço escandinavo, fazendo uma bela referência aos antigos povos nórdicos.

decoração escandinava

4. Minimalismo

Com certeza você já deve ter ouvido a expressão: “menos é mais”. Pois esse é um dos mandamentos da decoração minimalista, que possui uma parcela de influência dentro da decoração escandinava.

A principal premissa é a de que não se deve exagerar na hora de utilizar objetos decorativos  nos ambientes. Os excessos devem ser sempre evitados. A ideia é que os espaços fiquem livres e sejam bem aproveitados. As linhas são retas, desde o design do mobiliário aos revestimentos, e tudo tem uma qualidade extrema.

decoração escandinava

5. Beleza na imperfeição

No entanto, ao mesmo tempo em que a decor escandinava prega a utilização de poucos acessórios, por detrás deste mandamento existe um charme que é o da valorização da imperfeição. Similar às características do estilo Wabi-Sabi, - ideologia japonesa -  ter alguns elementos estrategicamente “fora de ordem”, como quadros no chão, objetos soltos pelo ambiente e iluminação com fios aparentes, conferem vida ao lar.

decoração escandinava

6. Simplicidade

De acordo com a autora do blog My Scandinavian Home, Niki Brantmark:

“O estilo escandinavo tem uma tradição de se esforçar para garantir que todos tenham acesso a um bom design, não apenas a elite”.

Isso se dá pelo fato de que em ambientes desse tipo, podem ser utilizados materiais que estão disponíveis na natureza e têm características que encontramos na decoração rústica, por exemplo. Não é necessário investir muito dinheiro para decorar um cômodo ou todo um apartamento. Além disso, este estilo inspira a prática do DIY (Do it yourself – Faça você mesmo).

Como diria Lina Bo Bardi (grande arquiteta do século XX no Brasil):

“Há um gosto de vitória e encanto na condição de ser simples. Não é preciso muito para ser muito.”
decoração escandinava

7. Espaços livres de tecnologia

Hoje em dia vivemos em uma época em que o uso de redes sociais e recursos tecnológicos imperam. Ainda mais diante do cenário atual de pandemia em que muitos se encontram dentro da própria casa em isolamento social por meses. A linha entre vida profissional e pessoal, que antes já era tênue, agora passou a ser quase impossível de enxergar e separar.

Daí surge a tendência escandinava em criar espaços para que as pessoas fiquem livres e se permitam desconectar do mundo. O objetivo desses locais é criar ambientes intimistas e acolhedores, para que se possa descansar após um dia agitado no trabalho, relaxar ouvindo uma boa música, meditando etc.

Exemplo disso é o estilo Hygge, muito popular na Dinamarca. Um conceito nórdico de conforto e bem-estar que pode ser aplicado no dia a dia e que prega sobre a importância dos momentos de tranquilidade.

E se você gosta de ambientes despojados que prezam pela comodidade, com certeza irá apreciar o nosso artigo sobre decoração boho.

decoração escandinava

Por fim, em sua essência, a decoração escandinava busca melhorar a vida cotidiana das pessoas dentro de seus lares. E para isso, vimos neste artigo que algumas características devem ser seguidas e é preciso preservar alguns princípios como: 

✔ A utilização de cores claras e neutras;

✔ A valorização da iluminação natural;

✔ A utilização de elementos naturais;

✔ A amplitude do ambiente;

✔ A simplicidade e imperfeição;

✔ O minimalismo;

✔ Espaços livres de tecnologia.


Até a próxima,

Equipe Vobi


Referências:

www.vivadecora.com.br

www.originalhome.com.br

www.blogdaarquitetura.com

www.archtrends.com/blog

www.blog.cyrela.com.br

www.weg.net

www.wevans.com.br

www.psdovidro.com.br

Continuar lendo

Conteúdos VIP
Faça parte da lista de conteúdos VIP.
Receba semanalmente conteúdos selecionados pela a nossa equipe.
Sem spam!

Seu escritório de arquitetura e design ainda não é digital?