piso laminado
May 19, 2021

Piso laminado: saiba quando utilizar, como instalar e as vantagens deste produto

Sempre que se pensa em construir ou reformar, um dos principais elementos que emolduram os espaços são os pisos. Os pisos cobrem a maior parte de superfície visível em um ambiente, por isso devem ser escolhidos com cuidado, para que sejam harmoniosos à proposta do projeto. Há anos o piso laminado tem sido uma escolha vantajosa para os ambientes residenciais pela sua variedade de adequação aos projetos, conforto térmico, qualidade e custo acessível. 

Nós preparamos este artigo com diversos detalhes, desde características, modo de instalação, vantagens e desvantagens para que você se sinta um expert em piso laminado e tenha maior segurança na hora de utilizá-lo para compor os seus ambientes. Vamos começar?

Aproveite a leitura!

Características e tipos de piso laminado

piso laminado

Trata-se de um excelente substituto dos pisos de madeira. Atualmente, o custo de um piso de madeira é bastante elevado, já que a exploração é regulamentada. Também por questões sustentáveis de preservação, há diferentes tipos de piso que imitam madeira, substituindo com alta qualidade o produto original. 

O piso laminado começou a ser importado para o Brasil na década de 1990 e ao final da década passou a ser produzido em solo nacional. Feitos com madeira de reflorestamento para fins industriais, recebem o certificado de ISO 14000 e de conselhos que regulamentam o manejo florestal sustentável. 

No mercado atual, ele é um concorrente do piso vinílico. Mas ambos são diferentes em composição e características, embora apresentem superfícies com estampas muito parecidas. Inclusive, quando o profissional não conhece a particularidade de cada um desses materiais, pode acabar optando pelo mais barato sem considerar qual seria a melhor opção para cada projeto.

Começando pela composição material, o piso laminado é feito a partir de painéis de fibras de madeira natural com alta densidade, lâminas de papel e lâminas decorativas. Esse composto o torna um piso mais rígido, diferente do vinílico que é feito de PVC e flexível.

Tem, ainda, uma outra característica interessante: o piso laminado não é colado nem pregado à superfície ou à rodapés do local que irá ser assentado, ele possui a característica de piso flutuante, ou seja, suas réguas são instaladas pelo sistema click e abaixo delas é colocada uma manta de separação entre contrapiso ou piso existente.

Suas peças possuem quatro camadas de composição. A primeira é um material sintético que confere a estabilidade para a régua e também traz resistência à umidade. A segunda é o substrato, a lâmina de madeira de alta densidade que dá resistência aos impactos nos pontos de encaixe das réguas. A terceira camada, é uma lâmina decorativa, feita a partir da celulose. É nela que serão impressas as diferentes estampas ou ainda, pode ser um filme de madeira para o acabamento mais próximo da natural. Por fim, é adicionada uma outra lâmina chamada de overlay, esse acabamento confere a resistência à riscos e abrasão.

Essa composição traz diversos benefícios ao piso laminado, começando pelo conforto térmico. Esse material é ideal tanto para climas frios como quentes, suas propriedades fazem com que ele se mantenha ameno às variações de temperatura do ambiente. Por isso, se torna uma boa opção para dormitórios, já que o pisar descalço não provoca choque térmico.

Em termos de conforto acústico ele deixa um pouco a desejar, se você já andou sobre um piso laminado mesmo que com um tênis macio, já escutou os seus passos. Isso se dá, também, pela sua composição de madeira, fazendo com que ele reproduza o som que haveria no produto natural. Ao optar por aplicar este material em apartamentos, o ideal é que se utilize abaixo dele, uma manta acústica para não gerar ruídos aos vizinhos.

No quesito durabilidade, os fabricantes dão garantia em áreas residenciais de até 12 anos e comerciais de 5 anos. Mas essa garantia nao se aplica em caso de mau uso do produto, ela incide sobre possíveis defeitos de fabricação. Sendo assim, o piso tem uma durabilidade maior do que esse período quando respeitados os níveis de tráfego, instruções de limpeza e local de aplicação.

Falando em aplicação, o piso laminado não pode ser colocado em áreas molhadas pois, como qualquer madeira, seu contato direto com água pode estufar as réguas, ocasionando deformidade no piso e até mesmo apodrecimento, exigindo manutenção antes do tempo. A maioria dos fabricantes indica sua aplicação em áreas residenciais e comerciais de baixo a médio tráfego: sendo ideal para corredores, salas e dormitórios.

O produto pode ser encontrado em formatos de régua e placa e, assim como os vinílicos, possui uma ampla gama de texturas e cores, simulando diferentes materiais como concreto, pedras e o preferencial para projetos: piso laminado de madeira. 

piso laminado

Uma última questão que talvez tenha passado pela sua mente é: como lidar com o aparecimento de cupim, visto que se trata de um produto derivado da madeira.

Nesse caso, o piso laminado recebe um tratamento anti cupim que, na maioria dos fabricantes, possui garantia de 5 anos.

No Brasil há duas normas que regulamentam o uso e produção dos pisos laminados: 

  • A NBR 14.833-1:2014 - Revestimento de pisos laminados melamínicos de alta resistência- Parte 1. 
  • NBR 14.833-2:2014 - Revestimentos de pisos laminados melamínicos de alta resistência-Parte 2. 

Além disso, existem dois tipos comercializados: o piso laminado de madeira e o piso laminado de alto tráfego. Vamos explicar suas diferenças a seguir:

Piso Laminado de Madeira

piso laminado

É a versão que mais aproxima o piso laminado a um piso de madeira natural, pois ele é composto de lâmina natural e um verniz para acabamento produzido com alta qualidade de resistência ao desgaste, chamado de overlay. Essa camada, que alguns chamam de verniz e outros de resina, garante a baixa absorção de água dando maior vida útil ao produto. 

As réguas e placas podem vir com 7mm, 8mm ou 9mm de espessura, mas sua largura e comprimento variam a depender do fabricante e peça. O piso laminado de madeira tem propriedades antialérgicas. É um produto bastante procurado em função do acabamento estético indicado, principalmente, para residências.

Piso laminado de alto tráfego 

piso laminado

A composição deste tipo e sua resistência diferem do anterior. Aqui, o piso laminado é feito com HDF- micropartículas de madeiras que são prensadas, que depois recebem as camadas de lâminas decorativas. Esse produto já é indicado tanto em residências como comércios, podendo ser aplicado em academias e shoppings. Ele também é mais resistente ao desbotamento pela luz solar, à manchas e a riscos. Além disso, são antialérgicos, de fácil limpeza e instalação.

A ABNT, assim como para outros tipos de piso, possui normas técnicas que classificam este produto conforme o tipo de tráfego, indicando qual deve ser utilizado para baixo, médio e alto. Desse modo, é facilitada a escolha do piso laminado adequado a cada situação.

Como instalar o piso laminado

piso laminado

A instalação do piso laminado é bastante simples, no entanto, é recomendado que seja feita por mão de obra especializada para evitar desperdícios e estragos nas peças. Antes da instalação, tenha um projeto de paginação que facilitará na composição estética das réguas. A boa notícia aqui é que esse piso pode ser instalado sobre qualquer superfície existente, desde que não seja outro piso laminado ou carpete. Como mencionado, o piso laminado não é colado ou fixado diretamente à superfície, mas sempre será necessário antes de sua colocação, a aplicação de manta para isolamento. 

Se você estiver trabalhando com uma reforma ele é bastante vantajoso para o seu projeto, já que pode ser tranquilamente aplicado sobre um piso cerâmico ou um piso vinílico, desde que a superfície seja regular e seca.

Toda a instalação tem etapas que devem ser cumpridas para o bom desempenho do produto, acompanhe nos tópicos a seguir a sequência correta de instalação. 

Verificação de irregularidades

No primeiro momento, a superfície na qual o piso laminado será instalado deve estar seca, livre de sujeira e sem irregularidades. Além disso, é importante verificar o prumo das paredes para identificar irregularidades que impactam na aplicação das peças.

Instalação da manta isolante 

Após essa conferência, deve-se começar a instalar a manta entre a superfície existente e as réguas de piso laminado. Existem mantas lisas para contrapiso de cimento e mantas ventiladas para piso porcelanato, cerâmico e madeira. 

As principais funções que as tornam indispensáveis são: sua propriedade de isolar a umidade do piso existente e, a depender do tipo escolhido, a possibilidade de promover isolamento acústico. 

As mantas devem ser coladas por adesivos à superfície. Outra indicação é aplicar as faixas de manta no sentido contrário das réguas de piso laminado, sem que elas cheguem até a borda das paredes.

Instalando as réguas

As réguas vêm no sistema macho fêmea e click. O piso laminado é um derivado da madeira e portanto, um material que dilata e contrai. A colocação das réguas deve fazer o uso de espaçadores entre a parede e elas. 

Ao colocar a primeira fiada de réguas, direcione o encaixe macho para a parede. Se precisar fazer o corte para ajuste em uma das peças, sempre a faça com o fundo do piso laminado virado para cima, isso evita estragar as lâminas decorativas.

Para encaixar uma peça na outra, nesse sistema, basta aproximá-las em um ângulo de 20 a 30 graus encaixando a peça macho na fêmea. Para firmá-las é utilizado uma ferramenta chamada bloco batente, que auxilia a dar batidas de fixação.

Se uma fileira acabar com uma régua cortada, inicie a próxima fiada com essa peça que sobrou. Os fabricantes já indicam que alternar a posição das peças cortadas é uma regra com efeito estético e funcional.

Colocando rodapés

Os pisos laminados possuem rodapés que são conjuntos de sua superfície para dar uniformidade ao acabamento, mas são comercializados em separado, ficando opcional utilizar esse modelo ou um rodapé laqueado branco, por exemplo. A sua instalação é feita após a retirada de espaçadores e podem ser tanto colados como fixados com parafuso de cabeça chata.

Transição para outros pisos e ambientes

piso laminado

É difícil instalar o piso laminado de forma contínua entre ambientes. Além disso, podem haver outros tipos de piso fazendo o encontro com esse, como no caso de um banheiro e um corredor. Para fazer a transição, é colocado um acessório de perfil T no encontro dos pisos, que é fixado no contrapiso.

Como fazer a limpeza do piso laminado 

A limpeza é bastante simples, basta apenas aspirar ou remover o pó com uma vassoura e depois passa um pano úmido com detergente neutro. Pode-se também adicionar um pouco de álcool para desinfetar a superfície. 

Assim como os pisos de madeira, ele também pode receber cera para ser polido e ficar com o aspecto brilhoso, no entanto, só utilize a cera específica para esse produto. Não é indicado jogar água, utilizar produtos muito fortes ou abrasivos, pois pode levar ao desgaste das lâminas decorativas.

Piso laminado: vantagens x desvantagens 

piso laminado

Para facilitar a sua escolha entre o piso laminado e outros tipos, fizemos uma lista com as principais vantagens e desvantagens deste produto.

Vantagens

✔️ Preço acessível:  Como mencionado, o piso laminado é um bom substituto dos pisos de madeira e, por ser um produto derivado, seu preço é muito mais em conta, girando em torno de R$100,00 o metro quadrado com mão de obra;

✔️ Ecologicamente correto: Este material utiliza madeira de reflorestamento, não sendo de espécies protegidas;

✔️ Resistente à cupim: Todos os fabricantes produzem esse tipo de piso já com compostos químicos antialérgicos que protegem o material do ataque de cupins;

✔️ Isolamento térmico: Possui propriedades de isolamento térmico em ambos os climas quente e frio;

✔️ Fácil instalação: A instalação é rápida e fácil, já que o sistema é apenas de encaixe, não necessitando de argamassas e colas. Em função disso, assim que instalado, já está pronto para ser utilizado;

✔️ Fácil limpeza: O piso laminado não exige grandes recursos de limpeza e permite recuperar o brilho da superfície com a aplicação de ceras;

✔️ Variedade de acabamentos em madeira: Ainda que imite outros materiais, com certeza sua procura é maior pela qualidade estética do piso laminado de madeira;

✔️ Garantia do produto: a maioria dos produtos possui garantia de 10 anos quando aplicados em ambiente residencial.

Desvantagens:

❌ Pouca resistência à umidade: O piso laminado não foi feito para áreas molhadas e, ainda que alguns fabricantes já o façam com alta resistência à umidade, não são impermeáveis, por isso é importante ter cuidado com o contato excessivo de água com o produto, podendo danificar o material; 

❌ Deformação por incidência solar: Se você já trabalhou com madeira ou lâminas de madeiras sabe que esse produto é suscetível tanto ao desbotamento da cor, como à deformação quando exposto por muito tempo de forma regular ao sol. Isso também se aplica ao piso laminado e,  por isso, não é indicado para área externa;

❌ Barulho: Sem dúvidas essa é a maior desvantagem do piso laminado. A manta instalada abaixo dele, mesmo que seja de isolamento acústico, isola mais som em unidades de apartamento. Já no interior do ambiente, a manta não consegue isolar a reverberação do som de arrastar móveis, do uso de salto alto ou ainda do caminhar de um pet. 

É sempre importante conhecer as características de um produto, como instalá-lo e os cuidados que se deve ter antes de especificá-lo em um projeto. Agora você já tem informações suficientes para saber quando optar pelo piso laminado.

 

Até a próxima!

Equipe Vobi

 

Referências:

www.terra.com.br

www.tarkett.com.br

www.durafloor.com.br

www.pedreirao.com.br

www.homify.com.br

www.cajomardecoracoes.com.br

Continuar lendo

Conteúdos VIP
Faça parte da lista de conteúdos VIP.
Receba semanalmente conteúdos selecionados pela a nossa equipe.
Sem spam!

Seu escritório de arquitetura e design ainda não é digital?