Ambientes coloridos: como definir as cores do seu projeto (Parte 1)

Os projetos mais interessantes e ousados geralmente são os que conseguem aplicar uma paleta de cores de forma estratégica, obtendo um resultado harmonioso. No entanto, definir as cores de um ambiente pode ser um pesadelo para muitos. É importante estudar primeiro as preferências do cliente, para qual finalidade este espaço será utilizado e qual a sensação que deseja proporcionar. Uma vez tendo essas diretrizes definidas, é que deve-se colocar em prática o bê-a-bá das cores.

É garantido que aprender o básico sobre combinação de cores te tornará mais confiante na hora de elaborar os seus projetos. Mas, por onde começar? A forma mais assertiva é utilizando o círculo cromático.

Ao longo deste artigo você irá aprender sobre:

Aproveite a leitura!

O que é o círculo cromático?

círculo cromático

O círculo cromático, como o próprio nome diz, é uma representação simplificada em círculo das cores enxergadas pelo olho humano. Ele costuma ser dividido em 12 partes e cada uma delas representa uma cor, sendo composto por três cores primárias, três secundárias e seis terciárias. Baseado na teoria científica de Newton, o círculo cromático é organizado de maneira que mostre como naturalmente as cores podem ser combinadas, misturadas e contrastadas.

Composição do círculo cromático

círculo cromático
Fonte: Divulgação/Pinterest - Amazon

1. Cores primárias

Cores primárias são aquelas que não podem ser criadas a partir de nenhuma outra cor. São as cores que através de suas misturas originam todas as outras, são elas: vermelho, azul e amarelo.

Essa combinação é muito utilizada no estilo Pop Art e é ideal para quem deseja apenas um toque de cor no ambiente.
sala de jantar colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de casa
aparador vermelho
Fonte: Divulgação/Pinterest - Casa Vogue
home office colorido
Fonte: Divulgação/Pinterest - Live
quarto casal colorido
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de Casa
cozinha colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Casa Abril
porta de entrada colorida amarela
Fonte: Divulgação/Pinterest - Paper and Stitch
sala colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Maison Numen
cozinha colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Viva Decora

2. Cores secundárias

Entre cada cor primária no círculo cromático, encontram-se as secundárias, criadas a partir da mistura de duas cores primárias. Sendo elas: laranja (vermelho + amarelo), verde (azul + amarelo) e violeta (azul + vermelho).

As cores secundárias permitem mais possibilidades, pois são mais sutis aos olhos. Onde o vermelho seria muito ousado, o laranja se torna uma ótima alternativa. Além disso, possuem inúmeras variações de tonalidades, por exemplo, é possível obter uma cor verde numa tonalidade mais próxima do amarelo ou azul, dependendo da proporção da sua composição.

sala de jantar colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest
cozinha colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Breves Arquitetura
sala sofá colorido roxo
Fonte: Divulgação/Pinterest - Tua Casa
banheiro colorido
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de Casa
sala de jantar colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Homify BR
cozinha e sala integrada colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de Casa
sala e varanda integrada colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Casa Abril

3. Cores Terciárias

São resultado da mistura entre uma cor primária combinada à uma cor secundária. São elas: amarelo-laranja, vermelho-laranja, vermelho-violeta, azul-violeta, azul-verde e amarelo-verde. São excelentes alternativas para criar uma transição de uma cor para outra.

quarto casal colorido
Fonte: Divulgação/Pinterest - Casa Vogue
copa colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Tua Casa
sala colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de Casa
sala colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Revista Casa e Jardim
cozinha e sala integrada colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Revista Casa e Jardim
sala e varanda integrada colorida
Fonte: Divulgação/Pinterest - Histórias de Casa

Quando falamos de círculo cromático, não é apenas na combinação das cores que o profissional deve pensar. Além das cores classificadas acima, ainda é possível adicionar o preto e o branco, obtendo tons mais escuros ou mais claros (famoso tom sobre tom), respectivamente, gerando uma vasta possibilidade de uso das cores. Você pode conferir diversas inspirações nesse estilo lendo a matéria Tom sobre Tom aqui na Vobi Design.

Clique aqui para ver a Parte 2. Você aprenderá sobre as principais leis da harmonização de cores para arquitetura e interiores.

Moodboards Vobi

Gostou? Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nosso conteúdo semanal.‍‍

Até a próxima,

Equipe Vobi

Referências:

www.vivadecora.com.br

www.htmlcolors.com

Continuar lendo

Conteúdos VIP

Faça parte da lista de conteúdos VIP.

Receba semanalmente conteúdos selecionados pela a nossa equipe.
Sem spam!

Seu escritório de arquitetura e design ainda não é digital?