Palhinha indiana: de material artesanal milenar ao contemporâneo

É bem provável que você já tenha visto a utilização da palha indiana em algum objeto, seja de decoração ou alguma peça de mobiliário. A palhinha indiana ou tela de rattan, é um material artesanal, feito de fibra natural trançada, material também conhecido como uma espécie de revestimento rústico. A palha indiana é utilizada em objetos, mobiliários e possui registros até de uso medicinal ou em roupas. 

Aproveite a leitura! 

Percorrendo a história da palhinha indiana 

Essa fibra natural é de origem milenar, utilizada por povos egípcios e asiáticos. Inicialmente esse material era aplicado em objetos de armazenamento, principalmente cestas, depois seu uso expandiu-se para o mobiliário. 

O uso do material é tão longínquo que existem registros de 1323 a.C do emprego de palha indiana em móveis, numa cama enterrada em um túmulo. Já no ocidente, as primeiras aparições do uso do rattan foram na Holanda, Inglaterra e França, no século XVII, levado da Ásia à Europa por meio da rota comercial. 

A palhinha indiana é obtida a partir da extração da Calamus Rotang, uma espécie de palmeira originária do sudeste asiático e também na Oceania e na África e que, na verdade, não se refere a uma espécie específica de planta, mas sim de um grupo de Calamus ou plantas Rattan. Existem vários tipos de plantas Rattan, algumas crescem como arbustos e outras são escaláveis. 

As palhas indianas utilizadas na arquitetura e em interiores são as trepadeiras, do tipo que crescem mais e possuem longas hastes. As palmeiras de rattan são importantes para o comércio do sudeste asiático e movimentam o mercado artesanal local e são utilizadas tradicionalmente para a produção de objetos como: cestas, esteiras, tecidos e cordames, além de móveis. 

No Brasil, a palhinha indiana teve seu uso expandido na arquitetura e mobiliário a partir do século XVII, tendo sua utilização difundida principalmente no período modernista, em que os arquitetos e designers brasileiros apropriaram o uso dessa palha como elemento nacional. 

O sucesso nacional do material se deu devido à compatibilidade da proposta de frescor no acabamento que a palha indiana proporciona.Esse material, por ser vazado, é extremamente adaptável a lugares com clima quente e tropical, além de ser um material leve e que proporciona frescor através da circulação de ar da tela bordada na palha. 

No período colonial, os materiais mais comuns a serem utilizados no acabamento de móveis eram estofados de veludo ou algodão, bem adaptados ao clima europeu, que era a origem do design desses mobiliários. Esse processo de substituição de acabamento europeu do mobiliário pela palhinha indiana, foi como uma “tropicalização” do design de móveis nacionais. 

palhinha indiana
Tecelagem palha indiana. Fonte: pinterest 

Palhinha indiana na decoração e mobiliário 

A palha indiana é um material extremamente versátil e pode ser utilizado em diferentes aplicações, como decoração, mobiliário ou elementos arquitetônicos. 

Decoração e acessórios 

A aplicação do rattan na decoração e objetos do dia-a-dia foram os primeiros registros do uso do material. A partir da tecelagem, os povos antigos produziam itens como cestas. Atualmente, a palha indiana é utilizada em diversas aplicações, tais quais pendentes, abajures, luminárias, sousplat, caixas, cestos, cabideiros, acessórios, entre muitos outros. 

palhinha indiana
Luminária de palhinha indiana. Fonte: diycore
palhinha indiana
Fonte: urbanoutfiters
palhinha indiana
Fonte: orangebluehome

Mobiliário 

No mobiliário é onde mais é empregado o uso da palhinha indiana. A tela perfurada do material confere um aspecto de leveza e remonta uma referência a estética árabe, africana ou praiana, a depender dos elementos que compõem o ambiente. A maleabilidade da palha indiana permite que sejam produzidas peças com curvaturas e flexíveis, o que permite um “leque de possibilidades” no uso dessa fibra natural. 

Historicamente, a cadeira Thonet ou cadeira bistrot é referência em mobiliário com uso da palha indiana, foi a partir dessa cadeira que o uso da palhinha se popularizou no ocidente. 

palhinha indiana
Fonte: acasaqueminhavoqueria

Veja mais sobre outros estilos de cadeiras, lendo nosso artigo completo clicando aqui.

No design moderno, é comum a utilização da palha indiana no fechamento de marcenaria, como o uso em aparadores, guarda-roupas ou biombos. O emprego da palha indiana nas portas de mobiliário também são favoráveis para proporcionar o arejamento dessas peças, inibindo a propagação interna de mofos. 

palhinha indiana
Fonte: Lakansahome
palhinha indiana
Biombo da coleção Hamptons, Angelo Cappelini, com detalhe em palhinha indiana.Fonte: revistaambientesce

Arquitetura 

Além de objetos de decoração e mobiliário, a palhinha indiana também pode ser utilizada em elementos arquitetônicos, a exemplo do projeto da arquiteta Carolina Neuding, que aplicou de forma criativa esse material no guarda-corpo de uma escada. Com o emprego de uma estrutura metálica junto à fibra natural, a combinação resultou num ambiente contemporâneo e criativo, pela diversidade de textura e cores. 

palhinha indiana
Guarda corpo com uso de palhinha indiana.  Projeto Carolina Neuding, Fonte: casadevalentina 

O resultado do padrão de desenho produzido pelo design artesanal da palhinha indiana também serviu de inspiração para produção de elementos arquitetônicos, como o cobogó branco projetado pelo escritório Brasil Arquitetura. 

palhinha indiana
Fonte: casadevalentina 

Palhinha indiana aplicada aos variados estilos de decoração 

A começar pelo uso de palhinha indiana e madeira, a associação no uso desses materiais é uma mistura extremamente harmônica, podendo ser utilizado um tom similar ao da fibra ou mais escuro. Na utilização de um mesmo tom de madeira, cria-se uma uniformidade no elemento e já no uso da madeira mais escura, ressalta-se cada material. 

palhinha indiana
Fonte: casadecoradablog 

Por ser um material natural, a palhinha indiana também orna perfeitamente com vegetação no ambiente, desse modo, a junção de madeira, fibra natural e vegetação é uma combinação assertiva para qualquer espaço que utilize o rattan. 

palhinha indiana
Fonte: casadecorada, Utilização de rattan na decoração para vasos de plantas. Foto: Maurício Gebara Arquitetura.
palhinha indiana
Fonte: vivadecora

A possibilidade de variabilidade do uso da palhinha indiana permite que sua aplicabilidade nos elementos seja capaz de permear por vários ambientes diferentes, como: sala, cozinha, quartos ou varandas. 

palhinha indiana
Palhinha indiana em aparador. O emprego de madeira com textura aparente e mais escura que a fibra proporcionam um aspecto rústico ao mobiliário. Fonte: oka

O emprego da palhinha indiana nas cabeceiras de cama é uma ótima opção na decoração. Combinado com tons claros é capaz de produzir uma estética praiana e de aconchego ao ambiente. 

palhinha indiana
Projeto: Duda Senna Arquitetura. Fonte: casadecorada
palhinha indiana
Mistura de tonalidades diferentes de madeira à cor da palha indiana resultaram num aspecto mais rústico à decoração. Fonte: architecturaldigest 

Vale acrescentar que o emprego de palha indiana nas cabeceiras das camas, já era uma prática na europa desde o século XVII, porém, a versatilidade da palha indiana acompanha a transição de estilos, adaptando o uso às formas mais modernas de design de mobiliário.

A palhinha indiana também pode ser combinada com itens modernos na decoração, que rompem com um estilo predominantemente rústico para dar um ar contemporâneo ao ambiente, sem perder a elegância. 

palhinha indiana
Uso da palha indiana em móveis da cozinha. Fonte: casadecorada
palhinha indiana
Palha indiana em hall. O uso da madeira clara e do branco conferem um ar praiano ao design. Fonte: metrópoles
palhinha indiana
“Poltronas Benjamin, do designer Gustavo Bittencourt, produzidas em palha e aço inox”. Fonte: casacorabril 

Neste último ambiente a estética é de brasilidade, com o uso de cores vibrantes e elementos que remetem a uma decoração tribal. As poltronas com trabalho em palha harmonizam com o conceito da mistura de estilos. 

palhinha indiana
Mescla de texturas e materiais naturais “como madeira, junco, linho e, claro, a palhinha”. Projeto Marcela Pepe. Fonte:casacorabril
palhinha indiana
Varanda com uso de palha indiana em “total black”. Projeto de Fonseca & Buriti Arquitetura. Fonte: liderinteriores

Nesta varanda o uso da palha indiana foge do tradicional. Nesse exemplo, a fibra foi tingida da mesma cor da estrutura da cadeira.

Vantagens do uso da palhinha indiana 

Pouco impacto ambiental 

A produção da palhinha indiana é caracterizada por um trabalho manual e com pouca mecanização. Esse processo fortalece a economia local, a partir da geração de renda e valoriza o trabalho dos artesãos. 

O processo de extração da matéria prima do rattan é de baixo impacto ambiental. Além disso, todas as partes da planta são aproveitadas, como por exemplo, os brotos jovens colhidos são comidos como vegetais. O fruto da planta, chamado popularmente como “sangue de dragão” também é coletado e seus resíduos são consumidos, pois possuem propriedades medicinais. 

Segundo Rohit Kapoor, fundador e designer-chefe da Nivasa: 

“o rattan é colhido sem prejudicar as árvores e, em seguida, a casca é cortada em tiras finas que são tecidas para criar padrões e desenho intricados”. 

Desse modo, é possível observar que além de ser um material ecológico, na produção local existe uma consciência coletiva sobre a responsabilidade ambiental ao extrair essa matéria prima. 

Resistência e durabilidade 

Esse material é extremamente durável e resistente, principalmente se observados os cuidados recomendados para o prolongamento de sua vida útil. Desse modo, móveis que utilizam o rattan podem ser passados de geração em geração. Além disso, a palha indiana possui uma manutenção simples. 

Geração de empregos e valorização do trabalho artesanal

A produção de palha indiana representa a principal fonte de renda de famílias do campo e contribui para a possibilidade de sustento sem que seja necessário um êxodo rural para os trabalhadores que exercem a função de manipulação das palmeiras, que originam a matéria-prima das palhinhas indianas.

Estética

Além de ser funcional, a palhinha indiana é um material esteticamente agradável e pode ser empregado de diversas maneiras na decoração, com padrões de tecelagem variados e cores diversas - já que pode passar por um processo de pintura. Ela atribui personalidade variável ao ambiente a depender dos materiais que são associados à sua aplicação, como madeira ou metal. 

Adaptabilidade ao clima tropical 

As telas vazadas da palha indiana proporcionam leveza e fluidez aos objetos que a utilizam, proporcionam conforto térmico e ambiental por meio da circulação de ar, esses elementos vazados e evitam a incidência de mofo dentro de um móvel, quando é utilizada como fechamento de peças (portas de armário). 

palhinha indiana
Fonte: architecturaldigest 

Cuidados com o material 

Apesar de ser um material que exige baixa manutenção, a palhinha indiana precisa de cuidados específicos para garantir a longevidade do produto. 

É recomendado o cuidado ao expor o material diretamente ao sol, pois, embora resistente aos raios UV, pode sofrer prejuízos causados pelo brilho solar. Ainda sobre os cuidados relacionados às temperaturas, vale acrescentar que deve ser feito um controle de equilíbrio de condições climáticas a que a palha indiana estará exposta, visto que, se muito exposta à umidade, sofre com mofo, e se muito privada de umidade, o material está sujeito a rachaduras. A aplicação de verniz na palha é uma alternativa para aumentar a resistência do material às intempéries. 

Vale lembrar que o material sintético possui mais resistência à água se comparado ao natural. Por isso, na hora da aquisição do produto, é importante se certificar de sua origem - se é natural ou sintético, pois o tipo de palha definirá seus cuidados adequados de manutenção.

Hoje em dia, existem variedades de palhinha como: nylon, rami ou natural (indiana) e é muito comum a confusão do que é a palha indiana com o material “vime”. O último é uma técnica de tecelagem que utiliza diversos tipos de fibras naturais e até sintéticos, já a palha indiana utiliza especificamente o material derivado da palmeira Calamus, que dá origem ao rattan, desse modo, o vime é comumente mais acessível que a palhinha indiana. 

Ademais, ao adquirir um produto com uso de palha indiana, é importante atentar-se se o material possui regularização fitossanitária, que são as de melhor qualidade. 

Por fim, sua  higienização adequada também conta para manter a durabilidade do material. Portando, para limpeza, recomenda-se a utilização de apenas água e sabão neutro, pois materiais abrasivos podem causar manchas na fibra natural. 

Até a próxima, 

Equipe Vobi

Referências: 

www.extra.globo.com

www.paolomoschino.com

www.househomeandgarden.com

www.orangebluehome.com.br

www.acasaqueaminhavoqueria.com

www.jcdecor.com.br

www.casadecorada.blog.br

www.revistaambientesce.com.br

www.metropoles.com

www.casadevalentina.com.br

www.architecturaldigest.in

www.oka.com

www.wickerwarehouse.com

www.vivadecora.com.br

www.casacor.abril.com.br

Continuar lendo

Conteúdos VIP

Faça parte da lista de conteúdos VIP.

Receba semanalmente conteúdos selecionados pela a nossa equipe.
Sem spam!

Seu escritório de arquitetura e design ainda não é digital?