Memorial Descritivo de Arquitetura
Gestão
May 19, 2021

Memorial Descritivo de Arquitetura: O que é? Como fazer?

O memorial descritivo de arquitetura é o documento responsável por complementar as informações do seu projeto. Ele traz, de forma organizada, todos os detalhes referentes à execução da obra, instalações elétricas e hidráulicas, especificação de materiais, louças e metais, além de todas as informações que você julgar serem necessárias para executar a sua proposta.

Esta etapa é extremamente importante, pois garante que o projeto seja executado exatamente como pensado, auxiliando os proprietários na hora de realizar futuras manutenções do imóvel sem que façam grandes alterações, preservando a ideia inicial.

Mas se você nunca fez um memorial descritivo de arquitetura ou está em busca de conhecimento para aprimorar o documento padrão do seu escritório, preparamos este artigo para lhe ajudar. Ao longo do texto, você irá aprender sobre:

O que é um Memorial Descritivo de Arquitetura?

memorial descritivo de arquitetura

Como dito, o memorial descritivo de arquitetura é um dos documentos que integra o projeto executivo e é o responsável por conter as informações detalhadas que irão ajudar o encarregado pela execução do projeto a deixar tudo exatamente como você imaginou. Além disso, os proprietários do imóvel também poderão consultar esse documento e identificar as informações necessárias para realizar futuras manutenções sem que ocorram alterações do seu projeto.

Dentro do âmbito de arquitetura e interiores, é possível encontrar uma grande variedade de tipos de memoriais descritivos. Aqui relacionamos alguns dos modelos mais tradicionais:

Podendo ser tanto um memorial descritivo residencial quanto comercial. Falaremos mais especificamente dele nos próximos tópicos.

  • Memorial descritivo de design de interiores;

Este modelo segue os mesmos princípios do memorial descritivo de arquitetura. No entanto, não existe nenhuma norma ABNT que determine as informações que devem ser incluídas. Mas, de uma forma geral, ele costuma conter: dados da obra, objetivos e conceito do projeto, materiais, revestimentos, louças e metais, tintas e mobiliário.

Clicando aqui, você pode conferir o nosso artigo completo sobre esse tema e se aprofundar nos tópicos de elaboração de um memorial descritivo de reforma.

Nós também temos um artigo especial sobre memorial descritivo de obra. Então, se você deseja ler a matéria na íntegra, basta clicar aqui.

A elaboração do Memorial Descritivo de Arquitetura é obrigatória?

Segundo a Lei 4.591/64 o memorial descritivo é considerado obrigatório em empreendimentos de construção civil e, toda e qualquer pessoa interessada em adquirir um imóvel na planta tem o direito de solicitá-lo. No caso de reformas de pequeno porte e de design de interiores não há obrigatoriedade de apresentação do documento. 

Apesar de ser facultativo, sua elaboração, nesses casos, pode ser de grande valia para autorizar a obra junto ao corpo técnico do edifício (no caso de apartamentos) e especialmente para auxiliar o responsável pela execução da obra a fiscalizar se todos os itens executados estão de acordo com seu projeto.

Um ponto importante que geralmente passa despercebido é que, ao elaborar o memorial descritivo de arquitetura, você consequentemente passa por todas as etapas da obra - conceito e justificativas do projeto, etapas de serviços civis, especificação de materiais e itens decorativos - e assim, consegue antecipar possíveis erros de execução e corrigi-los antes que lhe causem problemas.‍

Quais os itens de um Memorial Descritivo de Arquitetura?

Para dar início à elaboração de um memorial descritivo de arquitetura é importante que você já esteja com todas as plantas do projeto executivo prontas. Afinal, são elas que irão te orientar sobre quais itens deverão estar presentes no seu documento. Uma excelente dica para facilitar a execução é imaginar que você está transcrevendo suas plantas para um documento escrito.

Os componentes que vão integrar o seu memorial descritivo de arquitetura podem variar de acordo com o tipo e complexidade do projeto. Porém, de acordo com a ABNT, estes são os itens que seu documento deve conter:

✔ Localização da obra;

✔ Dados do proprietário;

✔ Detalhes das etapas da construção;

✔ Especificação de fechamentos;

✔ Especificação de acabamentos;

✔ Normas adotadas para realização dos cálculos;

✔ Objetivos do projeto;

✔ Detalhamento dos materiais que devem ser utilizados;

✔ Demais detalhes que julgar importante.

Este último item pode englobar elementos complementares tais como:

✔ Dados da Obra;

✔ Equipe Técnica;

✔ Considerações Gerais;

✔ Estudos Preliminares;

✔ Fundações;

✔ Informações estruturais;

✔ Paredes;

✔ Esquadrias;

✔ Vidros;

✔ Cobertura;

✔ Tratamento e impermeabilizações;

✔ Revestimentos;

✔ Soleiras e Peitoris;

✔ Forro;

✔ Pintura;

✔ Pavimentação;

✔ Louças e metais;

✔ Instalações Hidrossanitárias e Pluviais;

✔ Instalações elétricas;

✔ Mobiliário;

✔ Limpeza e organização da obra.

Vale ressaltar que após sua finalização, o documento deve ser registrado em cartório.

memorial descritivo de arquitetura

Dicas importantes para elaborar seu Memorial Descritivo de Arquitetura

Elencamos algumas dicas que consideramos indispensáveis para a elaboração do documento:

Materiais empregados na obra

Lembre-se que o memorial descritivo deve conter apenas informações legítimas e compatíveis com o que foi executado. Tudo precisa estar sob seu controle, de modo que o mesmo não deponha contra a sua empresa. Se você especificou tinta epóxi para o banheiro, mas por alguma razão optou por tinta à base d’água, é necessário atualizar a informação para que não haja incompatibilidade.‍ 

O que leva-nos à próxima dica:

Atualização constante

Obras nunca acontecem exatamente como o planejado e, por isso, todas as alterações que forem ocorrendo ao longo da execução do projeto, devem ser adicionadas ou atualizadas em seu memorial descritivo de arquitetura.

Equipe técnica

Dos projetistas aos colaboradores da operação, todos são fundamentais para que a obra saia do papel dentro de expectativas viáveis. Tanto técnica, quanto economicamente.

‍Entendimento completo do projeto

Fique atento: dados mal escritos e pouco detalhados levam a erros de compreensão.‍

Por fim, o memorial descritivo de arquitetura é um documento único e, para elaborá-lo, não existe uma "receita de bolo". Cada projeto de arquitetura tem que ser estudado e avaliado individualmente. 

Apesar de parecer complexo, ao criar um arquivo padrão para seu escritório, o processo fica muito mais simples e o tempo demandado para elaborar o documento irá lhe poupar de futuras dores de cabeça com problemas durante a obra e o pós obra.


Até a próxima,

Equipe Vobi

Referências:

www.sienge.com.br

www.vivadecora.com.br

www.totalconstrucao.com.br

www.planalto.gov.br

Continuar lendo

Conteúdos VIP
Faça parte da lista de conteúdos VIP.
Receba semanalmente conteúdos selecionados pela a nossa equipe.
Sem spam!

Seu escritório de arquitetura e design ainda não é digital?